Felicidade X trabalho: uma combinação que dá certo

Tem gente que só é feliz de final de semana. Isso é ruim. Numa sociedade onde passamos tanto tempo trabalhando, ser feliz SÓ nas horas vagas não deveria ser comum.

Deveria fazer parte do nosso dia a dia construir momentos de equilíbrio e ter espaço para trabalho e vida pessoal. Mas será que os gestores estão preocupados com isso, ou deveriam se preocupar?

Cada vez mais vemos jovens sendo atraídos para startups. Uma geração inteira fugindo das empresas onde as coisas são burocráticas demais. Ninguém quer mais passar uma vida chata num escritório pra pegar a aposentadoria no final. Agora as pessoas estão acordando, com uma nova mentalidade. De quem quer ter felicidaede no dia a dia. E ser feliz no trabalho já virou regra.

No entanto, tem quem ainda esteja preso ao padrão ‘trabalhar pra ganhar dinheiro e se divertir ao final de semana’. Como se tivessem implantado um chip em nossas mentes.

A questão é que, com o empurrãozinho que a nova geração está dando, as empresas estão fazendo o possível para atrair esse talentos, tentando se reinventar. E esse é o momento dos líderes também perceberem que devem agir de outra maneira.
Fazer os funcionários trabalharem sob pressão, sem engaja-los, já não funciona mais. Quando um líder está lado a lado do colaborador, a empresa caminha, porque as pessoas andam juntas, e não uma pra cada lado.
Lembrando que não adianta ter perfumaria e não ter essência. Não adianta nada o escritório dos sonhos se junto não tiver uma política bacana, profissionais engajados num propósito e gente comprometida com a felicidade geral da equipe.

Nesta semana, vamos discutir a felicidade no trabalho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *