Você sente culpa quando está ocioso?

Tudo começou com uma viagem. Lá estava eu, curtindo um final de semana na praia na companhia de amigos. Sábado, domingo. Até aí tudo bem.

Então, chegou a segunda feira – feriado. Jpa vi uma movimentação de pessoas que não eram de São Paulo, voltando para trabalhar.

Na terça, acordei na praia. Minha intenção era trabalhar de lá: eis que surge uma companhia – meu sabotador.

Ele me dizia com todas as letras que eu deveria estar trabalhando. Que eu deveria estar produzindi algo, fazendo algo de ‘útil’.

E aí eu resolvi calar a boca dele. E continuar na minha ociosidade produtiva.

Afinal: por que sentimos culpa quando estamos ociosos?

Somos programados para viver de acordo com o que a sociedade espera de nós. E, no trabalho, é a mesma coisa. Não nos permitimos momentos de folga, nem quando merecemos. Não deixamos nós mesmos desfrutarmos de dias de paz, porque nosso sabotador interno fica ali, cutucando, e dizendo que temos que estar fazendo algo.

Essa mania absurda de fazer algo o tempo todo já está matando muita gente. O tal do stress, de quem não se permite passar um tempo com a mente vazia, sem estar diante do computador, celular, ou fazendo algo produtivo.

É assim que criam-se doenças. E neuroses.

Voltando ao meu sabotador – eu disse a ele que ele não era convidado naquele momento. E me dei ao direito de desfrutar dos momentos que eu merecia desfrutar.

Por que, no final das contas, a punica satisfação que devemos, é a nós mesmos. E se estivermos comprometidos com a nossa felicidade, vai ser fácil identificar esses pequenos momentos nos quais nós mesmos tentamos minar nossa própria felicidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *